Se perder? Nunca mais!

Vive se perdendo em suas leituras? E se a vida de alguém dependesse disso?

Brincadeirinha! É que esse marcador de livro do i3lab, um estúdio de design coreano, parece uma pessoinha presa em seu livro.

marcador

Esse marcador faz parte da coleção “Fairy Tale Bookclip”que também tem as opções em formatos de animais ou até em pernas!

Essas peças de aço inoxidável são vendidas em conjuntos de 5 e estão disponíveis no site do estúdio e no designboom onde está a venda por 26 dólares (incluindo a tarifa de envio).

Mesmo eu que não sou de me perder fiquei com vontade de ter um desses… E aí? Vocês acham que leriam mais com um serzinho clamando por sua leitura?

Aqui é Beatriz com mais um achado (in)útil 🙂

Anúncios

Ler é essencial

             

“Um livro aberto é um cérebro que fala; 
Fechado, um amigo que espera; 
Esquecido, uma alma que perdoa; 
Destruído, um coração que chora”.

                                          Voltaire

Alguns dizem por aí que os cachorros são os melhores amigos do homem. Bom, talvez sejam, porém tenho certeza que o coração do homem é capaz de acolher outro verdadeiro amigo: o livro. Sim leitores, o livro há milênios vem desempenhando um importante papel na humanidade. E sua utilidade vai da mais banal forma de entretenimento às mais sublimes formas de enriquecimento cultural. Na verdade o livro nem sempre é considerado um amigo, muitas vezes ele gera controvérsias, pois o livro armazena o conhecimento, a informação, que ao mesmo tempo pode ser prejudicial e enriquecedor.

O livro é um espécie de ramificação do homem, uma vez que é nele onde os pensamentos humanos são armazenados. E é por isso que um livro pode assumir diversas facetas distintas. Um livro é capaz de ensinar e por isso é valioso, assim como é perigoso. O livro transmite algo, conecta pensamentos, liga ideias.

O livro é a grande arca do conhecimento. E o conhecimento liberta, transmuta. E é por isso que o livro sempre foi perseguido. O famoso “index” na “Santa Inquisição Católica”, a queima de livros na Alemanha nazista. Tais eventos foram um genocídio de ideias e mostram até onde a brutalidade do homem vai, afim de conseguir seus objetivos.

Mas felizmente hoje em dia podemos ler qualquer coisa livremente. A leitura está presente em todos os momentos. Desde um livro espiritual de mais de 5 mil anos de idade, até um livro de receitas culinárias, passando pelos novos “Bestsellers”, indo de encontro aos clássicos da literatura.

O importante é o que os livros nunca nos deixaram. Ainda continuam aí, como estandartes triunfantes e uma lembrança clara de toda a nossa história. Um livro é um retrato da época em que foi escrito e sua análise nos permite entender o avanço da humanidade e portanto projetar melhor os próximos passos.

Para mim, ler é essencial. Todas deviam adquirir esse hábito, pois um tempo gasto com a leitura nunca é um tempo perdido, isso porque a leitura é um deleite incomensuravelmente agradável. Abaixo segue uma redação minha sobre a importância da leitura.

Ler é refletir                

Para mim, ler é uma das experiências mais instigantes e inusitadas existentes. A leitura instiga a reflexão, transmite o saber – que é a jóia mais preciosa da humanidade -, transporta-nos a universos inimagináveis, tirando-nos muita das vezes da comodidade da vida cotidiana. O escritor, tanto de ficção e de realidade, constrói um diálogo com o leitor, onde a troca de experiência e conhecimento é mútua. Já dizia Lya Luft, “O mundo em si não tem sentido sem o nosso olhar que lhe atribui identidade, sem o nosso pensamento que lhe confere alguma ordem”, a mesma coisa acontece com a leitura. Ler é também interpretar, pois cada um lê e conclui conforme sua vivência, seus sentimentos e suas vontades.

A leitura atiça essa propriedade de questionar, de pensar, de transgredir, intrínseca ao homem. Creio que quando leio não estou apenas me enriquecendo do ponto de vista cultural e intelectual, mas também cresço do ponto de vista pessoal, pois é através da reflexão que realmente nos encontramos. A leitura é extremamente agradável, para mim, a melhor higiene mental.

Muitos dizem que lêem para fugir da realidade insossa e crua do dia-a-dia. Mas eu acho que a leitura não é apenas uma fuga. Ela nos proporciona efêmeros momentos de dignidade clandestina, mas também ajuda-nos a entender nossa própria realidade. Ela nos proporciona conhecer experiências, dificuldades, lugares, pensamentos, pessoas, alegrias e diversas outras coisas outrora desconhecidas.

A leitura é uma importante ferramenta para entendermos a vida à nossa volta, é uma forma de contato e troca de experiência entre os seres humanos, como um grito no escuro que ecoa, é ouvido e refletido. Eu vejo um livro como uma grande árvore, cujas sementes são plantadas no interior de quem o ler e germinam em forma de reflexão, como numa grande semeação de idéias. Quando se ler, a mente é invadida por um turbilhão de pensamentos e ideias que enriquecem de forma inigualável o ser humano em todos os aspectos possíveis. Por fim, ler é refletir, é pensar, é viver.

Aqui é João Caio, falando aos amantes da literatura. E fica a dica: ler é essencial.