A Teoria dos seis graus de separação

Você anda se sentindo solitário, talvez até insignificante nesse mundo enorme? Pois bem, você não tem motivos para se sentir assim, muito pelo contrário! O que prova isso é a Teoria dos seis graus de separação.

Essa teoria diz, em linhas gerais, que são necessários no máximo seis vínculos de amizade para se conhecer qualquer pessoa do mundo. Segundo essa teoria, com até seis laços de amizade você pode ter ligação com a rainha da Inglaterra ou até o Papa!  Não entendeu? Vamos para uma exemplificação: digamos  que a mãe da sua amiga conheça uma advogada, que ,por sua vez, conhece um promotor, que conheça um prefeito que, por fim, conheça nossa presidente Dilma. Aí está, você está ligada com a Dilma em seis graus.

Com base na Teoria dos seis graus de separação foram feitos estudos nos Estados Unidos e ao redor do mundo que confirmaram a veracidade dessa teoria, mas talvez a forma mais aparente dessa teoria encontram-se nas redes virtuais. Como exemplo, temos Orkut Buyukkokten, o engenheiro de software responsável pela rede de relacionamentos Orkut que pôde estabelecer uma relação intermediária entre todos os usuários dessa rede de relacionamentos.

Foi criado até um jogo que liga o ator Kevin Bacon com outros atores e cantores famosos chamado The Oracle of Bacon (podem dar uma olhada se quiserem…) e até um filme estrelando o  Will Smith : Seis graus de separação (Six Degrees of Separation) de 1993 dirigido por Fred Schepisi.

Então é isso, quem sabe a quantos graus estamos de nossos ídolos? Ou dos grandes e renomados nomes da arte? Ou do saber? Isso eu não sei dizer, mais uma coisa é certa: estamos todos conectados.

Aqui é Beatriz, em ligação de primeiro grau no Isso não é Bullying.

Anúncios